ADOÇANTE. Qual o melhor?

De

Eles tem como objetivo proporcionar o sabor doce.

O Açúcar comum, simples,  branco, mais popular no dia-a-dia é composto por sacarose, esta é extraída da cana-de-açúcar e beterraba, utilizada como adoçante de alimentos e bebidas, na produção de geleias, doces, xaropes.

Açúcar frutose

O objetivo de consumir menos calorias levou o consumo maior de substancias que proporcionassem o sabor doce com pouca ou nenhuma caloria. Além da necessidade do controle de carboidrato simples por pessoas com diabetes e obesidade, que também contribuiu para que a industria elaborasse novos produtos com essa característica.

Para a escolha do melhor adoçante leve em consideração o seu objetivo, a naturalidade do produto e o alimento que irá adicioná-lo.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desenvolveu a Ingestão Diária Aceitável (IDA), que estabelece valores em miligramas do adoçante por quilograma de peso corpóreo, que se recomenda como consumo máximo diário ao longo de toda a vida, o que define limites adequados para qualquer indivíduo sem apresentar efeitos tóxicos.

Contudo, não existem comprovações cientificas de total saudabilidade destes produtos, portanto não são recomendados para gestantes, crianças, idosos.

Dentre os adoçantes, estão aqui divididos em artificiais (Acessufame K, Aspartame, Ciclamato de Sódio, Sacarina Sódica e Sucralose ) e os adoçantes naturais(Stevia, Sorbitol e Xilitol).

download

ACESSUFAME K: derivado do Potássio, adoça 125 vezes mais do que a sacarose. Seu consumo deve ser observado por pessoas portadoras de doenças renais que devem controlar o consumo de Potássio. Estável em altas temperaturas é muito utilizado em bebidas, chocolates, geleias, produtos lácteos, gomas de mascar e panificação. Ingestão Diária Aceitável é de até 15 mg por Kg/dia (ex: Uma pessoa de 60 kg deve ingerir no máximo 900 mg dia). Zero Calorias.

AGAVE:  produto da  frutose  isolada, açúcar das frutas, tem o poder de adoçar 1, 5 mais do que o açúcar comum, pode ser uma boa alternativa se usada esporadicamente e em pequenas quantidades, devido ao seu menor índice glicêmico (transforma-se em glicose mais lentamente). Mas não deve ser consumida em excesso para evitar o aumento do colesterol e triglicerídeos. 1 Colher de sopa contém 40 calorias.

ASPARTAME: combina os aminoácidos fenilalanina e ácido aspártico, adoça 200 vezes mais do que a sacarose. Contra indicado para pessoas que tem fenilcetonúria, muito comum na industria para adoçar refrigerantes. Não pode ir ao fogo porque perde o poder de adoçar, mas dissolução em líquidos quentes. Seu consumo já foi associado com dores de cabeça, enxaquecas, depressão, alterações graves de humor, perda de memória, tonturas, comportamento agressivo, desorientação, hiperatividade, excitabilidade, alterações na visão, ataques de pânico, convulsões, alterações no sono e insônia, e mesmo aumento da incidência de doença de Alzheimer. Não pode ser usado por pessoas portadores de fenilcetonúria, pois o aspartame é composto de 50% fenilalanina. Ingestão diária aceitável é de 40 mg por kg (ex: uma pessoa de 60 kg deve ingerir no máximo 2400 mg/dia). O aspartame líquido contém 1,3 calorias em 10 gotas.

CICLAMATO DE SÓDIO: derivado do petróleo. 40 vezes mais doce que o açúcar, se mantém inalterado quando adicionado a altas temperaturas. Por conter sódio é contra indicado para pessoas que sofrem de Hipertensão. A Ingestão Diária Aceitável para uma criança de 30 kg é de 330 mg de ciclamatos por dia e um adulto de 60 kg poderia ingerir até 660 mg por dia. Na maioria das vezes é associado a Sacarina Sódica para produção dos adoçantes. ZERO calorias.

SACARINA SÓDICA: derivada do Petróleo. 40 vezes mais doce que o açúcar.Por conter sódio é contra indicado para pessoas que sofrem de Hipertensão. A Ingestão Diária Aceitável é 5 mg por Kg (ex: Uma pessoa com 60 kg deve ingerir no máximo 300 mg/dia). Não é absorvida e logo após a ingestão é excretada pelos rins. Possui sabor amargo, por isso não é consumida sozinha, na maioria das vezes associada ao Ciclamato de Sódio. ZERO calorias.

SORBITOL: extraído de frutas, como, maçã, cereja, pêssego e ameixa. Sabor levemente refrescante é só um pouco mais doce do que o açúcar (sacarose). Muito utilizado na industria na produção de chicletes, balas e biscoitos. Pode proporcionar poder laxativo. Ingestão Diária Aceitável não especificada. 2 Colheres de Sopa contém 4 calorias.

SUCRALOSE: produzido a partir da molécula de cana-de-açúcar modificada em laboratório, 600x mais doce do que o açúcar (sacarose). Composto instável em altas temperaturas e quando aquecido libera compostos potencialmente tóxicos e cumulativos ao organismo humano. Contra indicado para pacientes com problemas na Tireoide, pois contém cloro na composição, e assim capta o iodo, prejudicando o bom funcionamento da glândula. A Ingestão Diária Aceitável é de 15 mg por kg (ex: Uma pessoa com 60 kg deve ingerir até 900 mg por dia). Zero calorias.

STEVIA: extraído da Stévia, uma planta da família do girassol, de cujas folhas se extraem moléculas que são doces e que praticamente não fazem subir a glicemia sanguínea, pois a absorção é quase nula. Aproximadamente 300 vezes mais doce do que o açúcar (sacarose), pode ser submetida a altas temperaturas e não foram comprovados contra indicações. Sua Ingestão Diária Aceitável é de 5,5 mg por kg (ex: Uma pessoa de 60 kg deve ingerir no máximo 330 mg por dia) . Zero calorias.

XILITOL: extraído da Xilose, encontrada em fibras de vegetais, como, casca de milho, grãos de café e em palhas, como de trigo e arroz. Ingestão Diária Aceitável não estabelecida. Estudos revelam que é capaz de evitar a proliferação de cáries dentárias, e a ingestão acima de 10 g/dia causa diarreia. São utilizados por indústrias na fabricação de produtos dietéticos e de goma de mascar. É absorvido lentamente, resultando em pouca influência na glicemia. Contém 4 calorias por grama.

Observe sempre no rótulo dos alimentos industrializados para saber qual tipo de adoçante é utilizado. Expressões como: “Sem adição de Açúcar” e  ZERO adição de açúcares” geralmente são  indicadoras de alimentos compostos por adoçantes artificiais.

Fique atento pois como pode ser observado nas figuras acima, uma marca produz adoçantes de várias fontes e em e num único produto pode conter vários tipos de adoçante.

 

 

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *